4 de jun de 2013

HISTOLOGIA ANIMAL (002) – TECIDOS EPITELIAIS DE REVESTIMENTO



Os tecidos epiteliais podem ser encontrados revestindo órgãos e estruturas, ou sintetizando substâncias químicas.
Ao primeiro tipo damos o nome de tecidos epiteliais de revestimento, enquanto ao segundo denominamos tecidos epiteliais glandulares.

Estrutura dos Tecidos Epiteliais de Revestimento

Os epitélios de revestimento podem ser observados por duas características diferentes:
- o número de camadas;
- o formato das células.
Chamamos de epitélios simples aqueles que possuem apenas uma camada celular. Já os que possuem duas ou mais camadas são chamados de epitélios estratificados.
Quanto ao formato das células, podemos encontrar os seguinte tipos:
- pavimentosas – estrutura achatada;
- cúbica – no formato geométrico de um cubo;
- prismática – alongada.

Tipos de Epitélio de Revestimento

Em nosso organismo podemos classificar, de forma geral, os epitélios de revestimento em seis grandes grupos:
- simples pavimentoso;
- simples cúbico;
- simples prismático;
- pseudoestratificado;
- estratificado pavimentoso;
- estratificado de transição.

O epitélio simples pavimentoso tem a estrutura delgada, permitindo troca de gases e nutrientes por difusão. Podemos encontrá-lo nos alvéolos pulmonares, nos vasos sanguíneos e vasos linfáticos.
O epitélio cúbico simples possui permeabilidade seletiva, o que permite reabsorver substâncias presentes no filtrado urinário, devolvendo-as ao sangue antes do túbulo renal encaminhá-las para os ureteres.
O epitélio simples prismático tem como uma de suas características a presença de microvilosidades, que aumentam a superfície de contato com o meio externo e, desta maneira, possibilitam maior absorção de nutrientes. Por estas características podemos encontrá-lo nos intestinos.
O epitélio pseudoestratificado corresponde a um epitélio simples, porém, em sua visualização, os núcleos apresentam-se em níveis diferentes em cada célula, gerando a falsa ideia de se tratar de um epitélio estratificado. Como possui grande quantidade de cílios em sua região apical, podemos encontrar este epitélio guiando o fluxo de muco e nos protegendo nas fossas nasais e traqueia.
Presente na pele, o epitélio estratificado pavimentoso pode ser encontrado com grande concentração de queratina, uma proteína capaz de impermeabilizar sua estrutura. Também o encontramos nas mucosas oral, esofágica e vaginal.
Com grande capacidade elástica, o epitélio estratificado de transição é encontrado na bexiga urinária, onde o aumento e a diminuição do volume são constantes.
Uma característica comum a todos os epitélios é que sempre estão associados a um tecido conjuntivo, não ocorrendo de forma isolada no organismo.

Mande suas dúvidas e sugestões por:

Nenhum comentário:

Postar um comentário