24 de mar de 2012

DIVISÃO CELULAR (004) – ESPERMATOGÊNESE


As meioses responsáveis pela formação dos gametas masculinos nos seres humanos ocorrem em um órgão denominado testículo, dividido em uma grande quantidade de túbulos seminíferos, onde encontram-se dois tipos principais de células:
- espermatogônias;
- células de Sertoli;
- células de Leydig.
A espermatogênese – assim conhecida – tem início ainda na fase embrionária e depende da presença e síntese de três hormônios, dois produzidas na hipófise e um produzido nos próprios testículos.

Etapas da espermatogênese

O início do processo que originará os espermatozoides se dá no embrião, onde células germinativas primordiais diferenciam-se em espermatogônias.
Esta etapa, denominada fase de multiplicação, é interrompida ao se atingir um número ideal de células e retomada no início da puberdade, realizando a manutenção nesta quantidade.
A chegada da puberdade também retoma a produção do hormônio testosterona, produzido pelas células de Leydig pela indução do hormônio luteinizante (LH) da hipófise.
A testosterona age nas espermatogônias em conjunto com o hormônio folículo estimulante (FSH), também da hipófise, dando início a diferenciação destas células em espermatócitos primários. Esta etapa é conhecida como fase crescimento.
Uma vez formados os espermatócitos primários, ocorre a meiose propriamente dita, onde são gerados dois espermatócitos secundários haplóides e, posteriormente, quatro espermátides, também haplóides. A esta etapa dá-se o nome de fase de maturação.
A última etapa da espermatogênese é a espermiogênse, onde as espermátides diferenciam-se em espermatozoides.


Após uma determinada idade, geralmente entre 40 e 50 anos, a produção do hormônio testosterona desacelera gradativamente, o que acarreta na diminuição da espermatogênese.
Este fenômeno é denominado Andropausa.

Dúvidas e sugestões: professorthiagorenno@gmail.com

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário