8 de dez de 2011

CITOLOGIA (015) – CROMATINA


Dizemos que uma célula que se encontra realizando suas funções habituais está em interfase, ou seja, fora dos processos de divisão celular.
Uma vez que este “trabalho” é coordenado pelo núcleo e, mais especificamente, seu material genético, o ácido desoxirribonucleico (DNA) necessita estar disposto de uma maneira na qual suas informações possam ser lidas e interpretadas, garantindo assim o perfeito funcionamento da estrutura celular.
No núcleo de células interfásicas encontramos o DNA disposto na forma de fitas alongadas, soltas, denominadas cromatinas.
Cada cromatina é formada pela associação do DNA com moléculas de proteínas histonas, formando pequenas estruturas conhecidas como nucleossomos.
Um nucleossomo representa o envolvimento da fita de material genético com um conjunto de oito histonas.


A disposição dos nucleossomos caracteriza dois tipos de cromatina distintos:
- heterocromatina – região muito espiralada, com nucleossomos próximos uns dos outros e pouca atividade;
- eucromatina – região com nucleossomos afastados e muita atividade (processo de transcrição da síntese proteica).
As cromatinas são divididas em milhares de subunidades, os genes, com mais de 300 sequências de bases nitrogenadas. 

Dúvidas e sugestões: professorthiagorenno@gmail.com
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário