23 de nov de 2011

ÁGUA (007) – ENCHENTES


O fenômeno que denominamos enchente é representado pela passagem de um volume de água maior que a capacidade de um curso, geralmente um rio.
Sem contarmos a ocupação humana, todo rio possui um ponto (ou mais) de seu curso que serve para que a égua em excesso transborde. A este local damos o nome de ponto de vazão.
Porém, não podemos culpar a natureza pelas enchentes encontradas nas cidades, que preocupam a população todos os anos, ao iniciar a temporada de chuvas.
Nas áreas urbanas encontramos os seguintes fatores de predisposição de enchentes:
- solo impermeabilizado – a água das chuvas não é absorvida e escorre para os cursos d'água;
- lixo – o lixo jogado nas ruas, bueiros e rios forma uma verdadeira barragem que impede o fluxo normal da água, acumulando-a;
- urbanização das áreas de vazão;
- desmatamento de matas ciliares e canalização dos rios.



Além dos prejuízos econômicos causados pelas enchentes, é necessário contabilizar os problemas de saúde pública que representam.
Doenças como a leptospirose, hepatites A e E, a febre tifoide e a cólera possuem seus agentes presentes nas águas contaminadas por uma infinidade de matéria orgânica.
A prevenção de enchentes pode ser realizada por medidas educativas – que visem o recolhimento e destino adequado do lixo – e por medidas políticas, como a construção de piscinas de contenção e implantação do piso e asfalto ecológicos.

Dúvidas e sugestões: professorthiagorenno@gmail.com

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário